PT | EN
This site

Gfi investe na requalificação profissional

Segunda, 04 Maio 2015 00:00

A Gfi contratou cinco programadores que decidiram mudar de percurso profissional e requalificaram-se, aprendendo a desenvolver software no programa imersivo de três meses da ALPHAPPL, startup portuguesa pioneira nesta matéria.

Estes profissionais, com experiência anterior nas áreas de arquitetura, engenharia civil ou marketing, integram agora o Centro de Serviços do grupo Gfi em Lisboa, centro de inovação e excelência que centra a sua atividade no desenvolvimento de software e aplicações de negócio em tecnologias Microsoft e que explora as áreas de Mobilidade, Inovação e Business Intelligence.

De acordo com Nuno Santos, CEO da Gfi em Portugal, “o crescimento do negócio e o número de oportunidades que temos hoje em aberto estimulam-nos a encontrar outras fontes de recrutamento para além das Universidades. A par das necessidades e das novas tendências, decidimos recrutar numa coding school (ALPHAPPL) acreditando que boas soft-skills, aliadas à necessidade em agarrar uma nova oportunidade profissional, são a combinação perfeita para criar novos profissionais de Tecnologias de Informação”.

Nos próximos anos, as competências técnicas – como a de programação – serão elementos críticos para as indústrias, principalmente ao nível das Tecnologias de Informação, pelo que investir no treino do maior número de pessoas continua a ser um enorme desafio. Neste âmbito, têm nascido diversas coding schools nos Estados Unidos e Europa, com o objetivo de ajudar mais pessoas, de diferentes comunidades, a aprender a programar. Os primeiros resultados são positivos, existindo hoje milhares de pessoas qualificadas nas coding schools a trabalhar em empregos técnicos bem remunerados.

Para Hugo de Sousa, fundador e CEO da ALPHAPPL, a Gfi fez muito mais do que contratar cinco pessoas para o Centro de Serviços: “A Gfi está a dar um enorme exemplo ao País quanto à importância de contratar pessoas que decidiram dar um novo rumo à sua vida profissional e investir esse tempo na aprendizagem de competências essenciais para o futuro da economia”.

 
-->

Últimos Vídeos

A carregar

Últimas Fotos

www.flickr.com